Planejamento é fundamental

Fonte: http://ww1.universia.com.br/materia/materia.jsp?materia=7151

Calcular todos os gastos antes de ingressar em uma universidade serve para não se frustrar mais à frente, principalmente se a instituição escolhida ficar em outra cidade

Publicado em 25/05/2005 – 02:00

Não deixe de ler

Livros, transporte, matrícula, taxas, mensalidade, xerox, moradia, alimentação… esses são apenas alguns gastos que o estudante terá de encarar assim que ingressar na universidade. E a situação fica mais complicada ainda caso o estudante opte por mudar de cidade, ou até mesmo de Estado, para cursar a tão sonhada graduação.

Esse é o caso da aluna do cursinho da Poli, Ednéia dos Santos, que mora em São Paulo (capital) e está se preparando para prestar vestibular em três universidades longe de São Paulo: a Unesp em Rio Claro (interior de SP), a UFLA em Lavras (MG) e a FURG no Rio Grande (RS). “Ano passado eu tinha a pretensão de prestar Unesp, por isso pesquisei a respeito de gastos, se eles oferecem bolsas, que tipo de bolsas”, conta Ednéia.

Conhecer o que a universidade oferece e se planejar financeiramente é primordial para não se frustrar após o vestibular. É importante calcular na “ponta do lápis” todos os gastos que virão com a mudança de cidade e o ingresso no Ensino Superior.

“Tem que se planejar, porque senão… você vai estar longe de todos. Tem universidade que oferece transporte gratuito caso você more longe, outras oferecem moradia dentro do campus ou bem próximo. Estou fazendo essa pesquisa até para me preparar melhor, tanto para Minas quanto para o Sul”, explica a vestibulanda.

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Procon-SP em parceria com a Faculdade de Psicologia da UniFMU, o pagamento da faculdade destaca-se entre os gastos prioritários para 51,78% dos universitários. O levantamento foi feito entre 1.041 estudantes com faixa etária entre 20 e 26 anos, sendo 84% alunos de instituições privadas e 16%, de instituições públicas.

Sentindo na pele

A estudante do último ano de Jornalismo da Metodista (Universidade Metodista de São Paulo) Flávia Biadelli é um exemplo de quem veio de longe para estudar. Ela é de Bebedouro (interior de São Paulo) e mudou-se para Ribeirão Preto para fazer cursinho e ingressar em uma universidade renomada. “Eu sempre quis sair de casa para alcançar meus objetivos”, conta.

Em 2002, Flávia ingressou na Metodista e hoje em dia divide um apartamento perto da universidade, que fica em São Bernardo do Campo (Grande São Paulo) com uma outra menina que conheceu nos anúncios espalhados pela faculdade. “Antes de prestar Metodista eu calculei mais ou menos os gastos, pois como morava sozinha em Ribeirão Preto, já tinha uma idéia do orçamento”, explica Flávia.

A estudante conta que logo que chegou em São Bernardo arrumou emprego e continua trabalhando até hoje. Porém os salários nunca foram suficientes para bancar os gastos sozinha. “Meus pais continuam me ajudando. Não que seja um problema, mas em certos momentos eu peso um pouquinho para eles, afinal eles têm outra casa para cuidar”, lembra.

Quando as pessoas pensam em universidade, logo vem à cabeça festas, baladas e diversão. Porém, será que um estudante que veio de longe e vive com o orçamento apertado consegue se divertir? “Sim, mas há dificuldades. Não é sempre que posso fazer tudo que quero, nem dar a atenção necessária para a faculdade, mas a gente se aperta, arruma tempo e dá um jeito”, brinca Flávia.

Flávia também ressalta que já deixou de sair inúmeras vezes por conta da falta de dinheiro. “Mas nada que me incomodasse. Acho essa situação tranqüila e natural, pois não me sustento sozinha e não acho que meus pais, por mais que possam, devam bancar todos os meus luxos”.

Apoio das universidades

Ingressar em uma universidade longe de casa não é nada simples. Permanecer em uma universidade longe do conforto da casa dos pais é mais complicado ainda. Porém, não se assustem: nem tudo está perdido e estudar longe dos parentes e amigos não é nenhum bicho-de-sete-cabeças.

A maioria das universidades possui um Serviço Social que apóia o estudante que vem de longe. Na UCS (Universidade de Caxias do Sul), esse serviço tem o nome de Coordenadoria de Relações Universitárias e faz parte da Pró-Reitoria de Ação Comunitária. “Todos aqueles estudantes que tenham necessidade de apoio por questão sócio-econômica, dificuldades de qualquer natureza ou problemas com residência, nos procuram. Nós fornecemos ajuda dentro do possível, para que esses alunos se sintam bem em sua vida acadêmica na UCS”, conta o coordenador de Relações Universitárias, João Alberto Berthier Vieira.

A pró-reitora de Assuntos da Comunidade Universitária da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina), Corina Martins Espíndola, explica que pela Coordenadoria de Serviço Social os alunos têm acesso a diversos programas. “Dentre esses programas há a moradia estudantil. Para concorrer, o aluno tem que ter cadastro no serviço social. Temos também um programa de orientação habitacional, que são cadastros de locais que a comunidade oferece e esse aluno é encaminhado pelo Serviço Social por um preço mais acessível, sem precisar de fiador”, explica. Além disso, existe o programa de bolsa-treinamento, em que o aluno tem que fazer o cadastro sócio-econômico. E com base nesse cadastro pode concorrer a uma das vagas.

“A gente tem o atendimento diário do plantão do Serviço Social, no qual os alunos chegam e colocam as dificuldades e junto com as assistentes sociais nós vamos vendo qual o encaminhamento a gente pode dar. Há a questão do acompanhamento, algumas situações de alunos que vêm de fora e têm problema de adaptação na universidade. Procuramos acompanhar esse aluno e fazer encaminhamento, quando necessário, para o atendimento psicológico”, comenta Corina.

Tanto Corina quanto Vieira esclarecem que a maior procura pelo Serviço Social se dá por razões sócio-econômicas. “Diria que 90% dos alunos que vêm em busca do atendimento no Serviço Social é em função da permanência dele na universidade. Através da pró-reitoria a gente vai buscando alternativas para viabilizar a permanência dele na universidade”, observa a pró-reitora da UFSC.

A Unicamp (Universidade de Campinas) também conta com um Serviço de Apoio ao Estudante (SAE). “O SAE tem como missão prestar apoio ao estudante por meio de ações, projetos e programas, procurando atendê-lo em suas necessidades, para que possa desenvolver suas atividades, visando a excelência na sua formação integral, pautada nas responsabilidades ética e social. A visão do SAE é a de ser um órgão de referência nacional na Assistência Estudantil Universitária, comprometido com a integração acadêmica, científica e social do estudante, incentivando-o no exercício pleno da cidadania”, explica o coordenador do SAE, Marco Aurélio Cremasco.

Planejamento

Saber exatamente onde você irá se instalar é importante para evitar decepções. Os estudantes devem ter em mente de que precisam de um local para ficar, caso contrário, a vida universitária, que mal começou, está fadada ao fracasso. Estar longe dos pais deixa os jovens desamparados, mas se um planejamento adequado for feito, o Ensino Superior tem tudo para dar certo.

“Planejar-se é muito importante para não correr o risco de regressar frustrado, inclusive. Nós estamos sempre procurando dar apoio, ajudar e dar uma atenção especial a esses alunos”, explica Vieira, da UCS. “A nossa universidade é comunitária, não tem dono. Então, temos um trabalho muito grande com a comunidade. Vários programas são voltados para o compromisso social da universidade, dentre eles, atender bem o aluno no sentido de que ele se sinta como numa família, já que está longe da própria.”

“O que eu percebo é que os alunos que têm uma condição sócio-econômica mais estável até fazem planejamento. Mas temos situações de alunos que chegam aqui no primeiro dia de aula de ´mala e cuia` sem saber onde vão ficar. É um número significativo de alunos que não se prepara para essa vinda. Vem ´com a cara e com a coragem` mesmo”, descreve Corina, da UFSC.

Se você está pensando em estudar em outra cidade, anote essas dicas:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s