Mulheres recebem menos de 40% da massa salarial do país, aponta Ipea

Estudo indica ainda que há concentração de renda para homens; SP é estado com maior representatividade entre seis regiões metropolitanas

A participação das mulheres na massa salarial paga aos trabalhadores brasileiros não chega a 40% do total, segundo comunicado divulgado nesta terça-feira (14) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).Em nenhuma das seis regiões metropolitanas pesquisadas as participações femininas alcança 50% da massa salarial, segundo a Análise Regionalizada da Massa Salarial com uso da Pesquisa Mensal do Emprego (PME) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
Entre as regiões metropolitanas, os valores mais altos, em torno de 40%, foram vistos em Porto Alegre e Salvador. Já os menores desempenhos nesse item ficaram com Rio de Janeiro e Belo Horizonte, ambos em 36,4%. “Fica claro, então, que ainda existe uma concentração de renda para pessoas do sexo masculino”, aponta o estudo.
Entre as ocupações, a categoria “administração pública, defesa, seguridade social, educação, saúde e serviços sociais” tem a maior participação na massa salarial dos trabalhadores para quase todas as regiões metropolitanas do Brasil, com exceção apenas da região de São Paulo, onde os serviços de intermediação financeira, atividades imobiliárias, alugueis e serviços prestados à empresa lideram.
Os dados do comunicado do Ipea indicam ainda que, para todas as regiões, a cor branca é responsável pelo maior percentual da massa salarial. Os destaques são Porto Alegre, onde ela representa mais de 90% da massa salarial da região metropolitana; e Recife, onde há praticamente um empate nas participações das cores branca e parda, ambas com cerca de 48% do total. A participação da cor negra apresenta uma maior representatividade em Salvador, com cerca de 14% da massa salarial; e uma menor participação em Recife, algo em torno de 3%.
Maior representatividade
O estado com maior representatividade de acordo com a massa salarial de setembro de 2010 é a região metropolitana de São Paulo. Em contraponto, a região com a menor massa é a de Recife. De acordo com o estudo do Ipea, a massa de rendimento de São Paulo é R$ 15,1 milhões, contra R$ 1,7 milhão de Recife.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s