Enem 2012 já registra mais de 1 milhão de inscritos

Previsão do ministro da Educação é que número supere a marca de 6 milhões

da redação | 31/05/2012 09h 43

O número de inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2012 já ultrapassa 1 milhão de inscritos. O número foi divulgado em um programa de rádio do Ministério da Educação (MEC).

Segundo Aloizio Mercadante, ministro da Educação, nos dois primeiros dias de inscrição houve 1 milhão e 150 mil inscrições. O exame anterior registrou aproximadamente 6 milhões de inscritos, mas, de acordo com Mercadante, esse número deve se ampliar na edição de 2012.

Enem

As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) começaram nesta segunda-feira (28) e podem ser feitas pela internet. O prazo vai até as 23h59 de 15 de junho e a taxa de inscrição é de R$ 35, que pode ser paga até o dia 20 de junho.

Agenda do Enem
Inscrições De 28 de maio (a partir das 10h), a 15 de junho (até as 23h59)
Pagamento da taxa Até 20 de junho
Provas 3 de novembro (das 13h às 17h30) – Ciências Humanas e Ciências da Natureza

4 de novembro (das 13h às 18h30) – Linguagens, códigos e suas tecnologias, Redação e Matemática

Gabarito 7 de novembro
Resultado Final 28 de dezembro

Passo a passo
O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) preparou um passo a passo para ajudar os estudantes na inscrição. Ele pode ser acessado neste site.


Isenção de taxa

Os estudantes que não puderem pagar a taxa poderão solicitar a isenção durante a inscrição. São isentos da taxa de inscrição alunos de escolas públicas que estejam concluindo o ensino médio em 2012. Para isso, sua escola deve estar cadastrada no censo escolar da educação básica e ele deve informá-la no ato da inscrição. Também poderão solicitar os candidatos que declararem carência socioeconômica (ser membro de família de baixa renda ou estar em situação de vulnerabilidade, de acordo com o edital). Confira mais informações no edital do Enem 2012.

Exame

As provas serão realizadas em 3 e 4 de novembro, em todas as Unidades da Federação. No primeiro dia, o exame terá duranção de 4h30, com início às 13h e termino às 17h30. No segundo dia, serão 5h30 de provas, com início às 13h e término às 18h30. O Enem será constituído de uma redação e quatro provas objetivas, com 45 questões de múltipla escolha cada. O exame avaliará as seguintes áreas de conhecimento do Ensino Médio:

Área do Conhecimento Componentes Curriculares
Ciências Humanas e suas Tecnologias História, Geografia, Filosofia e Sociologia
Ciências da Natureza e suas Tecnologias Química, Física e Biologia
Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e Redação Língua Portuguesa, Literatura, Língua Estrangeira (Inglês ou Espanhol), Artes, Educação Física e suas Tecnologias da Informação e Comunicação.
Matemática e suas Tecnologias Matemática

Mudanças

O Ministério da Educação (MEC) anunciou nesta quinta-feira (24) que a partir deste ano, pela primeira vez, todos os que fizerem o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) poderão ter acesso à sua redação corrigida. A mudança, segundo o ministro Aloizio Mercadante, está prevista em um acordo firmado com o Ministério Público Federal no ano passado.

O MEC também confirmou as mudanças que já vinham sendo esperadas na correção das próximas provas. As redações receberão notas para cinco itens de competência: domínio da língua portuguesa, compreensão do tema proposto, capacidade de selecionar e organizar ideias, demonstração de conhecimento sobre o tema e apresentação de solução para a proposta dissertativa. Cada um dos corretores deverá atribuir nota de zero a 200 pontos para cada uma dessas competências.

O procedimento realizado quando houver discrepância entre as notas dadas pelos corretores também mudou. Até o ano passado, um texto era corrigido por dois especialistas e só passaria para um terceiro se houvesse diferença de nota superior a 300 pontos.

Agora, a discrepância máxima entre as notas caiu para 200 pontos na nota total ou 80 pontos em cada uma das competências. Acima disso, a redação passará para um terceiro corretor e a nota final será a média aritmética simples das notas mais próximas.

Caso as diferenças entre as notas permaneçam, a prova será submetida a uma banca examinadora composta de três avaliadores, que darão a nota final.

O ministério anunciou que vai lançar um “Guia do Participante” em julho com exemplos de boas redações e esclarecimentos sobre os critérios da correção.

LEIA MAIS

– Notícias de vestibular e Enem

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s